COMO FOI QUE O CINEMA ENTROU EM MINHA VIDA






No bairro onde eu morava tinha um cinema : Cine Santa Teresa. Foi onde conheci Maria Félix , Ninon Sevilla , Libertad Lamarque , Maria Antonieta Ponz , em filmes que tratavam de temas fortes. Detalhe: minha mãe me levava ao cinema desde os meus cinco anos.
Depois comecei a frequentar o Cine Art-Palace , especializado em filmes europeus. Foi uma festa ver Marina Vlady , Mylene Demongeot , Alida Valli , Antonella Lualdi , Rosana Schiaffino.
E então vieram os Épicos : Hércules , Maciste , Jasão , Teseu , Ursus , Rômulo e Remo . Porém Rosana Podesta e Jacques Sernas (Helena e Páris) em Helena de Tróia se tornaram simbolos da interminável magia que o Cinema é capaz de nos oferecer...



Daí este Blog.































sábado, 13 de dezembro de 2014

VEADO, UM VÍCIO DO HOMEM DE CLASSE




 
        Calma, calma, machões, não precisam fazer passeata e buzinaço n frente da minha mansão de 45 suites.  Os homens eram viciados em cigarros da marca Veado.  E daí pode ter-se originado o folclore, porque o veado da embalagem era mesmo fresco.  Em 1930, o Bloco Caçadores de Veados desfilou na Lapa, arrastando a escória do Rio de Janeiro: putas, travestis, bichas, pederastas, giletes, espadas de dois gumes, enfim os excluídos da listinha de aniversário de Gloria Vanderbiltre.   Tambem se diz que Veado originou-se do latim Venatu (Caça Morta).
 
          O primeiro baile de travestis aqui no Brasil aconteceu no Rio de Janeiro em 1757, escandalizando a sociedade, mas fazendo a alegria de oficiais franceses. Os travestis eram jovens marinheiros convocados para a ocasião, querendo ou não.  Aconteceu na Praça XV, onde então estava sediada a Casa do Governo, o que não difere muito do que hoje acontece em casas de governo, onde há corruptos travestidos de honestos.  Os franceses vieram pensando encontrar belas mulheres, mas levaram na esportiva e cairam no minueto.  Enfim, a denominação pegou firme e até hoje Veado está na moda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Petropolis, Rio de Janeiro, Brazil
Jorge Domingos , Analista de Comércio Exterior ,louco por Cinema desde os 04 anos de idade.